Lilypie 1st Birthday Ticker
Sábado, 18 de Outubro de 2008

O meu parto não foi bem como eu imaginava, nem sei explicar bem porquê... a verdade é que eu não calculava como seria, ouvia e lia muitos muitos relatos mas sempre me diziam

«Cada pessoa é uma pessoa e cada parto é diferente...»

Fui assolada durante alguns dias pela sombra de ter que ter um parto induzido porque eu achava que o Guilherme teria que nascer às 40 semanas, estava convencida disso, afinal depois descobri (depois de muito ler aqui na blogosfera) que não era bem assim, cada bebé tem o seu tempo e a data provável do parto é isso mesmo DATA PROVÁVEL... é por isso que há uma margem das 38 às 42 semanas e cada bebé nasce a seu tempo e quando tem que nascer.

Bem, passadas estas assombrações e chegado o grande dia, dia 4 de Outubro de 2008, eu registei na minha agenda a hora das contracções

1.13h - 1.40h - 2.06h - 2.24h - 2.50h - 3.10h - 3.24h - 3.46h - 3.55h - 4.06h - 4.22h - 4.33h - 4.46h...

Então decidimos ir para a maternidade às 4 da manhã. A viagem correu bem, continuavam as contracções de 20 em 20 minutos, demos entrada na urgência e imediatamente me mandaram dirigir ao consultório onde apareceu uma médica de clínica geral que ao ouvir que eu estava com contracções de 20 em 20 minutos, pegou no telefone e ligou para o primeiro andar a pedir um quarto para um parto... e eu lembro-me de pensar... vamos já para o quarto... e qunado me ligam ao ctg para ver relamente a intensidade das contracções...???

Bem, assim foi, já eram em Espanha 6.30h da manhã, subimos a pé pelo elevador até ao primeiro andar para o quarto 128, deram-me uma bata verde para vestir e aguardar pelo matrón (é o nome que dão aos parteiros lá). Eu continuava a tomar nota da frequência das contracções

6.04h - 6.15h - 6.29h - 6.36h - 6.45h - 6.52h - 7.05h - 7.14h - 7.23h - 7.29h

Por volta das 7 da manhã apareceu o matrón, eu já o conhecia, o Alonzo, tinha lá estado às 38 semanas com ele, ligada ao CTG mas não tinha ainda contracções, as dores que sentia nessa altura eram apenas resultado de uma infecção urinária (dah!). Fiquei contente por ser ele que estava de serviço, ele mandou-me deitar na cama e fez o primeiro toque, um pouco doloroso, disse que ainda estava com o colo do útero muito pouco aberto e que as contracções teriam que se tornar mais frequentes e menos espaçadas para que fizesse a dilatação. Então o Alonzo mandou-me caminhar muito pelo quarto por forma a acelerar as contracções e a dilatação. O meu marido sentou-se logo na poltrona-divã que seria a sua futura cama nas próximas duas noites e a certa altura já quase que adormecia... E eu ia registando a frequência das contracções e sentindo cada vez mais dores e ele já quase a dormir... Enquanto caminhava em círculos à volta do quarto o meu marido meio a dormir registava a hora de cada contracção

8.08h - 8.13h - 8.17h - 8.22h - 8.30h - 8.32h - 8.36h - 8.43h ... sempre caminhando e registando lá apareceu o matrón Alonzo que me fez segundo toque e me ligou ao ctg. Por esta altura eu já não tinha noção das horas, seriam umas 9.30h quando ele me disse que eu estava com dificuldade a fazer a dilatação e me iria colocar a soro e introduzir ocitucina no sangue para acelerar a dilatação. Por esta altura assinei alguns papéis e foram-me retiradas as impressoes digitais, estava tudo a andar para o nascimento do meu bebé... eu sentia-me receosa mas sabia que agora não havia volta a dar e que estariamos com o nosso bebé nos braços já não faltava muito!

Até aqui as contracções eram suportáveis, eram dolorosas mas suportavam-se. Alonzo disse-me que a frequência, dor e intensidade das mesmas iria aumentar e que só assim eu faria a dilatação para depois poder aos 3-4 cm, descer para a sala de partos e levar a epidural. Eu compreendi e preparei-me para o que aí vinha só que... eu não imaginava que poderia alguma vez vir a sentir tamanhas dores, dito agora até já parece distante mas sei bem que as dores foram horríveis.

O Alonzo foi impecável, nunca saiu de perto de mim, assim como o meu marido, e pegava-me na mão e dava-me conselhos acerca de como respirar e manter-me muito calma para que conseguisse suportar as dores e eu assim fazia, sempre de olhos fechados a inspirar e expirar com muita calma.

 Por volta das 11 horas, Alonzo disse-me que eu estava a ir muito bem cheia de dores mas muito bem e que em breve sairíamos do quarto e desceríamos à sala de partos... mas esse brevemente a mim pareceu-me uma eternidade as dores eram muuuuuiiiiiiiiiittttttto fortes, o meu marido abanava-me com uma capa que fazia de leque e eu estive de olhos fechados durante muito muito tempo, tal não eram as dores que sentia.

Finalmente... levaram-me na cama pelo elevador até à sala de partos para levar epidural e dar à luz o meu bebé. Tiraram-me da cama e puseram-me numa maca bastante mais dura e disseram que o anestesista estava mesmo mesmo a chegar. Esses minutos em que ele nunca mais aparecia pareceram-me novamente uma eternidade, o meu marido tinha ficado lá fora e não iria estar presente na altura de me darem a epdural e eu estava sozinha com o Alonzo, uma enfermeira e outro médico. Finalmente chegou o anestesista... sentaram-me na maca e mandaram-me relaxar os ombros e olhar para baixo, como se estivesse a olhar  para o umbigo. As contracções continuavam e eu a aguentar mas parecia que agora sentada na maca custavam menos. O anestesista começou a picar, confesso que senti as picadas mas sentia-me bem pois estava desejosa que aquelas dores acabassem. Disseram que estava muito tensa, que assim não iam conseguir que a anestesia fizesse efeito então eu lá relaxei e umas picadas mais tarde já estava... comecei aos poucos e poucos a abrir os olhos, as dores já eram menos e mandaram entrar o meu marido. Ele lá vinha com aquela batinha verde, um gorro verde na cabeça e como se fossem duas pantufinhas verdes enfiadas nos sapatos também. A partir daqui foi tudo muio rápido, as contracções desapareceram, eu já de olhos abertos e a sorrir mais, mandaram-me fazer força para que o bebé pudesse descer. O meu marido assistia a tudo e chamavam-no para que ele pudesse ver onde vinha já o bebé. Na fase de expulsão eu não conseguia que o bebé saísse então tiveram que usar a ventosa. 

Às 12.20h senti o bebé a sair e uma enorme alegria explodiu dentro de mim quando o vi sair e o ouvi chorar muito, muito. Foi uma sensação única que nunca irei esquecer. Limparam-no e cortaram o cordão umbilical, e o papá sempre junto dele a tirar fotos. Nesse momento o médico explicou-me que iria fazer pressão sobre a barriga para retirar a placenta e que depois iria coser-me. Eu nessa altura já estava tão aliviada, compreendi que esta parte já não iria custar nada e assim foi... Levei 4 pontos, colocaram-me o bebé junto ao peito e subimos ao quarto... Era a família feliz!

Às 13.30h já estávamos os 3 no quarto e nós logo a dar a notícia de que o Guilherme tinha nascido e era o orgulho dos Papás!

Não posso dizer que o meu parto foi fácil, não foi, achei as contracções insuportáveis mas agora olho para o Guilherme e vejo que tudo pelo que passei valeu a pena!

Peço desculpa por este post tão longo e agradeço a quem teve tempo e paciência para ler tanto! 



publicado por Vanda às 23:45 | | Comentar
|

7 comentários:
De sofia a 19 de Outubro de 2008 às 19:57
Olá querida mamã, adorei este teu relato. Fiz cesariana, como sabes, e levei epidural, algo que eu considero imprescindivel pois não senti qualquer dor, uma maravilha!Tal como tu, o momento do nascimento da Joana ficará para sempre na minha memória, lembro-me de cada detalhe dela a sair de mim, lindo!
Beijinhos,Sofia,Pedro e Joana


De pirralhamummy a 20 de Outubro de 2008 às 10:44
sim sra rica descrição do parto... gostei foi da tua paciência em escreveres as horas das contracções... estás de Parabéns... demorou mas correu tudo bem... e o que interessa é mesmo o "resultado final" não é??? quando se tem o nosso bebé no nosso colo passa tudo e esquecemo-nos de tudo o que sofremos...

BJcas

(vai buscar uns miminhos que tenho lá no blog... são para ti...)
Bjcas


De Neli a 20 de Outubro de 2008 às 10:48
É uma felicidade imensa que nos enche o coração e a alma é uma amor único!!! Ai até estou arrepiada...
O teu bébé está lindo lindo!!!
Moras perto de Espanha?
Beijinhos


De sandra_bruno a 20 de Outubro de 2008 às 16:10
ola, tiveste imenso gosto a escolher o nome do pimpolho!;)

Ainda bem que o parto correu bem!

beijinhos

sandra



De pipocateresa a 21 de Outubro de 2008 às 17:08
Olá mamã! Gostei mto de ler a descrição do parto! Tirando a intensidade das dores, correu bastante bem.

eu convenci-me q a Teresa ia nascer às 38 semanas e custaram-me bastante as últimas 3 semanas. N altura achei imensa piada ao facto dos nossos pimpolhos estarem na preguiça e não quererem sair porque pelo que percebi tu és alentejana, tal como eu (eu sou de Elvas) e tal como a klaudinha. ou seja, no top do babyblogs havia 3 pimpolhos de alentejanas a caminho e q nunc mais chegavam!!!
bjocas


De leuqar a 22 de Outubro de 2008 às 15:36
adorei ler este relato. Como ainda não sou mãe, gosto de ler e ouvir as experiências das recem mamãs .
Para mim a altura do parto é a que mais me assusta.


De Maria Ramalho a 1 de Novembro de 2008 às 15:31
Miguinha adorei ler o relato do teu parto, sabes que estava super curiosa em saber como veio o Guilherme a este Mundo!Foste muito forte e valeu a pena :D e assim fico preparada para quando chegar a minha vez...um dia destes :D beijinho


Comentar post

Mais sobre mim
Dezembro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


arquivos

Dezembro 2011

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Tags

1 ano(1)

1 mês(2)

18 semanas(1)

19 semanas(2)

2 meses(5)

20 semanas(1)

2009(1)

21 semanas(1)

22 semanas(1)

23 semanas(1)

24 semanas(1)

27 semanas(1)

3 meses(3)

36 semanas(1)

4 semanas(2)

40 semanas(2)

40 semanas + 4 dias(1)

40 semanas + 5 dias(1)

40 semanas + 6 dias(1)

41 semanas(1)

41 semanas + 1 dia(1)

9º mês(1)

abono(1)

adormecer(3)

aftas(1)

agarrar(1)

agenda da grávida(1)

album de fotos(1)

alcofa(1)

alergia(1)

amamentação(1)

amor(2)

aniversário(1)

anne geddes(1)

ansiedade(1)

babete(2)

babycoque(1)

banheira(2)

barriga(1)

barrinhas(3)

bebés(43)

blog(1)

blogs(1)

braxton hicks(1)

brincar(1)

brinquedos(2)

calendário de ovulação(1)

calendário lunar(1)

cama(2)

canção de embalar(2)

cansaço(1)

caracóis(1)

carnaval(1)

carrinho(3)

casamento(1)

cesariana(1)

chicco(1)

chucha(1)

chupeta(1)

cinema(2)

cólicas(2)

compras(8)

consulta(7)

creme anti-estrias(2)

desafio(3)

destacamento(3)

dieta(4)

ecografia(6)

enxoval(3)

feijãozinho(4)

fraldas(4)

gravidez(18)

gravidez 28 semanas(2)

gravidez 33 semanas(2)

gravidez 38 semanas(2)

gravidez 39 semanas(2)

guilherme(6)

leitura(2)

lilypie(2)

mamã(34)

menina(2)

menino(5)

natal(5)

noites(3)

nomes(3)

papá(5)

papa(3)

parto(3)

ponto cruz(11)

predictor(2)

presentes(8)

quarto do bebé(11)

recuperação pós-parto(2)

roupa(4)

sonhos(3)

sono(8)

sucção(2)

vaquinha(6)

vídeo(3)

yuppie(2)

todas as tags